A profissão de caminhoneiro é uma das mais arriscadas que existem, especialmente porque durante as viagens esses profissionais estão expostos a uma série de riscos, dentre elas os acidentes. Mas você sabe quais as maiores causas dos acidentes de trânsito envolvendo caminhões?

Dados da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias informam que em 2016 quase 34 mil caminhões se envolveram em acidentes, revelando uma estatística que só aumenta a cada ano.

Por isso, o post de hoje foi elaborado para que você, motorista profissional, conheça as principais razões desse tipo de ocorrência e, assim, possa evitá-las e contribua para estradas mais seguras. Acompanhe!

1. Grandes distâncias percorridas em uma mesma viagem

Nosso país possui um território muito extenso e, muitas vezes, as empresas e clientes não levam em consideração o tempo necessário para se cruzar o país de um canto ao outro.

Essa distância elevada somada à pressão por cumprir prazos até impossíveis de serem executados, acaba contribuindo para o aumento de acidentes envolvendo veículos de carga.

Em geral, percebemos que o sono, a fome e a fadiga acabam gerando uma perda de reflexos significativa, comprometendo a segurança do motorista e de todos que cruzam em seu caminho. Portanto, é essencial planejar suas viagens e se programar para realizar paradas e usufruir dos descansos necessários.

2. Caminhões com excesso de cargas

Apesar da fiscalização exercida pelos órgãos governamentais, não é raro encontrarmos caminhões trafegando com peso acima do limite permitido. Esse tipo de situação, além de prejudicar a infraestrutura das estradas, é um fator de risco e contribui para a ocorrência de acidentes.

Lembre-se de que caminhões pesados demais acabam perdendo sua eficiência, especialmente em curvas e ultrapassagem. Isso quer dizer que, por mais que você seja prudente e experiente, não terá sua máquina em perfeito funcionamento e pode se envolver em acidentes.

Assim sendo, a indicação é jamais trafegar com carga acima do permitido, deixando claro para seus clientes os danos e problemas que isso pode trazer a você, ao caminhão e à própria carga.

3. Imprudência dos motoristas

A imprudência dos motoristas é um dos maiores problemas nas estradas e que, diariamente, termina em acidentes fatais.

Infelizmente, uma parte dos caminhoneiros ainda não percebeu que o tamanho e robustez dos veículos que conduzem exigem que tenham ainda mais cuidado nas estradas. Ou seja, o comportamento do condutor é um fator decisivo para os acidentes envolvendo caminhão: uma realidade que precisa ser mudada.

E os problemas são muitos, indo desde as ultrapassagens em locais proibidos, como curvas, pontes e em faixas contínuas, até a direção em alta velocidade. Tudo isso aumenta a insegurança nas rodovias e causa inúmeros sinistros, muitas vezes fatais.

Portanto, seja um motorista consciente e prudente. Aplique as boas práticas de direção defensiva e dê a sua contribuição para estradas e viagens mais seguras.

4. Descumprimento da Lei do Caminhoneiro

Você conhece a Lei do Caminhoneiro? Em vigor desde 2012 e atualizada em 2015, a referida legislação veio para disciplinar a maneira com que a profissão era exercida e trazer inúmeros direitos e garantias a essa classe de trabalhadores. Entretanto, alguns ainda não a seguem à risca e isso tem sido fator desencadeador de acidentes em nossas rodovias.

Em geral, as regras do repouso semanal, intervalos para descanso, paradas para almoço e lanche e jornada máxima de trabalho são as regras mais desrespeitadas. A ideia da legislação era dar mais qualidade de vida aos caminhoneiros, mas alguns a enxergam como uma limitação à sua produtividade.

No entanto, é preciso ser mais crítico e entender que um caminhoneiro só terá bons resultados se estiver com sua saúde e integridade física protegidas. Portanto, cumpra com a lei e se torne um exemplo para todos os seus colegas.

5. Má conservação das estradas e rodovias

Sem dúvidas, a má conservação de nossas estradas e rodovias é um dos maiores desencadeadores de acidentes de trânsito nas estradas. O problema é realmente sério e causa impactos não apenas em caminhões, como em carros e motos.

Seja em decorrência de buracos, má sinalização ou lombadas, trafegar pelas estradas brasileiras é um grande desafio. Aliás, isso reforça a necessidade de ser mais prudente e atento, já que as condições não são as ideais.

Lembrando, também, que trafegar com excesso de carga contribui para o aumento do problema. Ou seja, parte dessa falha é culpa daqueles que descumprem as leis e querem obter lucros a qualquer custo, deixando de lado sua segurança e a de todos ao seu redor.

6. Excesso de confiança

Motoristas experientes estão acostumados a lidar com os perigos das estradas, entretanto, isso não os libera de acidentes e diversas outras situações de risco.

Em outras palavras, o excesso de confiança, especialmente dos caminhoneiros mais antigos, pode desencadear acidentes e acabar em uma tragédia. Portanto, ainda que você conheça bem a estrada, suas curvas e limitações procure se manter atento durante todo o trajeto.

Não relaxe e se deixe distrair com outras coisas enquanto estiver ao volante. Sempre que ficar cansado, pare e só retorne ao volante quando estiver totalmente pronto para seguir viagem.

Lembre-se que o excesso de confiança é uma armadilha que você precisa evitar se quiser obter bons resultados e voltar ao encontro de sua família a salvo.

7. Distrações ao volante

Dirigir sem a atenção necessária que essa atividade exige é mais um problema que contribui para os acidentes na estrada. Nos dias de hoje, em que os caminhões estão repletos de acessórios e tecnologias, se manter focado pode ser difícil, mas é absolutamente necessário.

Portanto, ajuste o ar-condicionado, o rádio e o GPS antes de colocar o veículo em movimento e esteja 100% concentrado na estrada. Além disso, evite usar o celular ao volante e sempre que for necessário, faça uma parada em um local seguro e adequado.

Como você viu, as maiores causas dos acidentes de trânsito envolvendo caminhões podem ser minimizadas com uma mudança de postura dos motoristas e estratégias defensivas. Isso quer dizer que, por maior que seja o problema e os riscos a que você esteja exposto, é sempre possível fazer algo para conquistar viagens mais rápidas e seguras.

Tem alguma dúvida ou gostaria de compartilhar alguma experiência conosco? Deixe seu comentário logo abaixo!