Quem vive de percorrer o país de norte a sul sabe a importância de se ter tranquilidade, conforto e segurança no caminho. Mas o que têm em comum nas melhores estradas do Brasil?

Uma boa estrada não é feita apenas de um bom asfalto. É preciso ter sinalização clara, segurança, vigilância permanente, bons pontos de parada e apoio em caso de acidentes ou problemas mecânicos.

Não é fácil encontrar situações como estas no Brasil, já que o país não é conhecido pela boa infraestrutura rodoviária. Porém existem bons casos.

Neste post, preparamos um pequeno guia, indicando as melhores estradas do país espalhadas pelas principais regiões. Para quem está na região sul, temos:

1. Rota Romântica (BR-116 e RS-235) — Rio Grande do Sul

A Serra Gaúcha é repleta de paisagens de tirar o fôlego, com inspiração europeia. Dentre elas, o destaque é a Rota Romântica, que está localizada em trechos da BR-116 e RS-235.

Além do ótimo asfalto, é possível apreciar o modo de viver peculiar dos gaúchos, com suas casas à beira da estrada, sem grades ou muros altos. Em vários trechos, a vegetação é composta por flores raras e bem cuidadas pelos próprios moradores.

Mesmo que não esteja na sua rota, se for passar pela região, vale o desvio para apreciar a paisagem.

2. BR-376 — Curitiba e Ponta Grossa

O visual pode até não ser dos mais bonitos dessa lista, mas certamente a BR-376 é uma das rotas preferidas dos caminhoneiros. Estrada com poucas curvas, ótimo asfalto e muitos pontos de parada, liga pólos importantes de comércio e, apesar de movimentada, não apresenta engarrafamentos constantes.

Se você está viajando na região sudeste, temos:

3. Rodovia Rio-Santos (BR-101) — São Paulo e Rio de Janeiro

A Rio-Santos é tão famosa que as suas curvas foram homenageadas pelo rei Roberto Carlos em “As curvas da estrada de Santos”, um de seus maiores sucessos.

E a rodovia faz jus aos versos do rei. Com mais de 4 mil quilômetros de extensão, a BR-101 passa pela maior parte do litoral brasileiro, revelando uma paisagem composta por praias e montanhas. O maior destaque é o trecho entre São Paulo e Rio.

Além disso, a estrada possui excelente infraestrutura e trata-se de uma ótima rota entre dois dos maiores centros brasileiros.

4. Rodovia Fernão Dias (BR-381) — São Paulo e Minas Gerais

Totalmente duplicada, a Fernão Dias oferece uma das melhores infraestruturas do país. Contando com inúmeros pontos de paradas voltados tanto para o lazer quanto para pernoite de caminhoneiros, a estrada possui um alto nível de segurança.

Bem sinalizada, a rodovia corta inúmeras cidades importantes e bem estruturadas e está na rota das principais empresas do país.

5. Rodovia do Sol (ES-060) — Espírito Santo

Não faz muito tempo que passar pelo Espírito Santo era um problema para os caminhoneiros. Com poucas rotas disponíveis e muitas estradas em más condições, o estado representava um problema para o transporte de mercadorias.

Mas a Rodovia do Sol, reformada há cerca de 15 anos, resolveu este problema. Totalmente duplicada e com asfalto impecável, a estrada representa uma rota alternativa à BR-101 no estado capixaba e, além de possuir um belo visual, ainda oferece ótima infraestrutura e segurança.

Mas se você está a região centro-oeste, também temos:

6. Brasília-Belo Horizonte (BR-040)

Com alguns trechos reformados recentemente, a BR-040 liga Brasília a Belo Horizonte oferecendo boa infraestrutura para os motoristas. São inúmeros pontos de parada e a estrada conta com ótima sinalização e um bom asfalto.

Embora não seja duplicada, suas enormes retas em trechos planos resultam em uma grande fartura de pontos de ultrapassagem, o que faz com que a viagem seja mais rápida e segura.

Alguns trechos mais estreitos podem representar pontos de atenção, mas não chegam a ser um problema.

E se está na região nordeste:

7. Maceió-Maragogi (AL-101) — Alagoas

Praias paradisíacas, vegetação farta e muito sol. Tudo o que o nordeste tem de melhor está na AL-101 entre Maceió e Maragogi. A rodovia passa muito perto das praias e, alguns locais, são um convite irresistível para uma parada de descanso.

A estrada é duplicada em sua maior parte e oferece boas condições de tráfego para todos os tipos de veículo.

8. Chapada Diamantina (BR-242) — Bahia

A Chapada Diamantina é famosa por suas belíssimas paisagens, com montanhas e cachoeiras que se tornaram símbolo da região.

Embora não seja duplicada, a rodovia Milton Santos atravessa boa parte do estado da Bahia oferecendo excelentes condições de segurança e pontos de parada espalhados por toda a sua extensão.

Com longos trechos em linha reta, a estrada conta também com ótimos pontos de ultrapassagem e tem uma ampla oferta de acostamentos, ao longo de todos os seus quilômetros.

E, finalmente, na região norte:

9. Rodovia Interoceânica (Estrada do Pacífico) — Acre

A região norte não é conhecida pela qualidade de suas estradas, mas existem exceções. Uma delas é a Interoceânica, que liga o estado do Acre ao Peru.

Com cerca de 15 dias de viagem é possível transpassar as longas regiões de mata atlântica até chegar a montanhas cobertas de neve. Tudo isso em um asfalto muito bem-feito e em uma estrada extremamente bem sinalizada.

Além disso, a ligação entre Brasil e Peru representa um importante pólo de negócios e certamente a Interoceânica recebe caminhões transportando algumas das cargas mais valiosas da América Latina.

10. Acre-São Paulo (BR-364)

Uma das maiores estradas do país liga a região Norte à Sudeste. O melhor trecho se encontra em Rondônia, já que é nessa região que uma parte considerável da rodovia foi duplicada. Até a cidade de Limeira, em São Paulo, a condição para a viagem é muito boa.

No trecho que passa pelo Acre existem alguns problemas que exigem cuidado, mas neste caso você pode buscar rotas alternativas.

Uma dica importante, em relação à qualquer estrada que você deseje trafegar, é planejar sua viagem, verificando antes de sair quais são as condições de tráfego e de rodagem. Afinal de contas, existem muitos caminhos alternativos para que você perca tempo em engarrafamentos, não é mesmo?

Agora que você já sabe quais são as melhores estradas do Brasil, que tal dividir a informação com os seus colegas? Compartilhe este post nas suas redes sociais e grupos. Ajudando assim, a tornar a viagem de outros caminhoneiros tão agradáveis quanto as suas.