caminhão

O que é GNV? Entenda os prós e contras do gás natural veicular

O que é GNV?
6 minutos para ler
O guia completo sobre as cabines SCANIA: saiba escolher a ideal para seu negócio
Planilha Cálculo de Frete

Muitos caminhoneiros que fazem transporte de carga estão investindo em soluções mais baratas e sustentáveis para seus caminhões, afinal, além de pensar no meio ambiente e nos impactos que estão sendo causados, também é importante economizar.

Neste texto, explicaremos o que é GNV, quais as suas vantagens e desvantagens e quais tipos de veículos podem utilizar esse combustível. Tenha uma boa leitura!

O que é o gás natural veicular (GNV)?

O gás natural veicular é conhecido como o “combustível do futuro”. Ele é formado a partir da mistura de hidrocarbonetos leves que, somados à pressão atmosférica e temperatura ambiente, permanecem no estado gasoso.

A queima desse combustível é considerada uma das mais limpas, já que praticamente não emite monóxido de carbono. Além disso, ela não conta com enxofre em sua composição, o que não auxilia na formação da chuva ácida.

Para receber esse tipo de combustível, o veículo precisa ser adaptado. Para fazer essa conversão é importante que o motorista leve o seu caminhão até um local autorizado e de qualidade, a fim de evitar danos ao seu veículo.

Apesar de esse procedimento não ser barato, ele consegue compensar em curto prazo, já que é uma alternativa mais limpa e barata do que os combustíveis que estamos acostumados a utilizar.

É importante ter em mente que não é qualquer gás que é comercializado como combustível: eles precisam passar por um padrão de qualidade definido pela Resolução ANP nº 16/2008, que mede alguns aspectos do gás.

O índice Wobbe, o número de metano presente no gás e o poder calorífico superior (PCS) são analisados. Isso garante que o combustível tenha o máximo de qualidade e não cause danos aos veículos ou ao meio ambiente.

O gás natural ainda é divido em dois tipos: os associados e os não associados. O modelo associado é dissolvido no petróleo enquanto está no reservatório geológico. Nesse caso, é priorizada a produção do petróleo, sendo o gás utilizado para manter a pressão do reservatório.

Já o gás natural não associado não está dissolvido em petróleo ou água, ficando livre. Ele é encontrado predominantemente em camadas rochosas da terra, sendo o foco de produção apenas o próprio gás natural.

Quais são as vantagens do GNV e desvantagens do GNV?

Assim como qualquer combustível, o GNV pode oferecer algumas vantagens e desvantagens para os motoristas de caminhão e outros veículos. Veja a seguir alguns dos principais pontos.

Vantagens

Um ponto positivo do gás natural é que ele oferece economia relacionada aos gastos com o combustível e também com o seu uso, que é diminuído com essa alternativa. Além disso, como mencionado, ele é menos poluente, já que emite cerca de 20% menos monóxido de carbono em relação à gasolina e 15% em relação ao etanol.

O seu sistema de injeção também se torna mais limpo. Por ser um gás, não corre o risco de ele se acumular nos bicos injetores, o que diminui as chances de entupimentos e outros problemas na peça.

O óleo também dura mais. Suas propriedades não sujam o óleo e nem se misturam com o componente, fazendo com que ele fique limpo por bem mais tempo e precise ser trocado com uma frequência menor.

Outro aspecto que tem sua durabilidade aumentada é o escapamento do veículo. Como não existe o acúmulo de água, o sistema de escapamento consegue durar até 20% mais com o gás natural.

Desvantagens

Um dos pontos negativos do GNV é a possibilidade de trazer alguns danos para o veículo, como o trincamento do cabeçote. Isso acontece porque o sistema acaba recebendo uma maior pressão, por se tratar de um combustível a gás.

Além disso, os cabos de vela podem se desgastar mais rápido do que o usual, podendo cair para até cerca de 30.000 quilômetros ou metade da sua vida útil. Por isso, é importante estar preparado para repor essa peça mais frequentemente.

É importante pensar duas vezes antes de investir em um sistema GNV em um carro novo. Ao fazer essa troca, a garantia do veículo é perdida. Assim, caso ele venha a ter algum problema em um prazo de cinco ou seis anos, a garantia cedida pelo fabricante não cobrirá, fazendo com que você tenha que lidar com gastos extras para o concerto.

Quais são os veículos que podem utilizar o GNV?

Diversos tipos de veículos podem utilizar o combustível a gás, mas é importante se consultar com uma empresa autorizada que faça esse procedimento para saber se seu veículo realmente está em condições de receber essa mudança.

Além disso, certos carros ou caminhões a gás podem não usufruir de todos os benefícios que o combustível do futuro pode oferecer, por isso, se faz muito importante a consulta com pessoal autorizado.

Procure conhecer a empresa antes de levar o seu caminhão para fazer a mudança. Essa é uma maneira de conhecer as instituições do ramo que fazem essa atividade e escolher aquela que presta um melhor serviço.

Você poderá procurar por feedbacks de caminhoneiros ou motoristas de outros veículos que optaram pelo gás natural, tanto para saber se realmente é uma solução viável quanto para conhecer na prática os serviços da empresa.

Outro problema do GNV é a possibilidade de travamento das válvulas. Como elas estão trabalhando com um combustível seco, não terão lubrificação nas peças, fazendo com que sofram avaria bem mais rápido.

Ao instalar o combustível a gás, é possível perceber uma ligeira queda na potência do motor do caminhão. Isso ocorre porque ele causa uma perda de potência de 3% em relação ao motor que é comumente movido à combustão.

E então, conseguiu conhecer um pouco mais sobre o que é GNV, quais as vantagens e desvantagens de investir no combustível do futuro e se o seu caminhão pode ser adaptado para essa novidade? É importante pesquisar bem e entender se realmente valerá a pena abandonar outros modelos de combustível para fazer essa mudança no seu caminhão.

Gostou do texto? Então assine a nossa newsletter e receba em primeira mão as novidades do nosso blog!

Controlar os custos das sua frota
O guia completo sobre as cabines SCANIA: saiba escolher a ideal para seu negócio
Você também pode gostar

Deixe um comentário