Conheça os 7 componentes para caminhão que mais necessitam de cuidados

12 minutos para ler
Planilha Cálculo de Frete

Manter um cronograma preventivo de manutenção do caminhão e segui-lo à risca é uma das principais responsabilidades de um frotista, já que traz mais segurança para os caminhoneiros, reduz custos com manutenções corretivas e traz eficiência para toda a cadeia de transporte das mercadorias. Entre as etapas de manutenção está o processo de revisão de peças para caminhão, assunto que abordaremos neste artigo.

Existem inúmeros componentes na parte elétrica e mecânica de um caminhão que devem ser substituídos eventualmente. Cada um tem seu prazo e sinal de desgaste. Observar a durabilidade de todos eles é indispensável para reduzir custos operacionais na sua frota e garantir maior eficiência no transporte.

Mas, além de conhecer esses componentes, é importante entender a importância da manutenção preventiva, compreendendo como ela impacta na eficiência do transporte; a importância de escolher boas peças além das diferenças entre substituição por peças novas e usadas.

Por isso, neste artigo, reunimos todas essas informações para que você aprenda quais os componentes para caminhão que mais precisam de cuidados e como adotar as melhores práticas de substituição deles. Confira!

A importância do cuidado com as peças do caminhão

Quando o assunto é manutenção de veículos de carga como os caminhões, os custos com manutenções preventivas representam um montante expressivo no orçamento do frotista ou do motorista autônomo.

Os caminhões são veículos submetidos a sobrecarga e estresse em seu uso, já que rodam por estradas em más condições, em diferentes condições climáticas e com altas cargas. Em razão dessas questões, a manutenção dos caminhões exige atenção, não só em razão da segurança, mas também sob o ponto de vista financeiro.

A relação entre as manutenções preventivas e a escolha das autopeças que serão substituídas estão intimamente relacionadas. Isso porque ao escolher as peças do caminhão você está determinando como será o funcionamento dele, os custos futuros com manutenção e a durabilidade do componente.

Dessa forma, escolhendo peças de qualidade se ganha em segurança e redução de custos, já que peças novas e certificadas tem maior qualidade, conferindo maior tempo de uso e, consequentemente, ampliando os ciclos de necessidade de substituição.

Os 7 componentes para caminhão que mais necessitam de cuidados

Alguns componentes sofrem mais com o uso do que os outros, especialmente em se tratando de caminhões, que rodam por estradas muitas vezes mal cuidadas e carregando cargas pesadas.

A seguir, elencamos os sete componentes para caminhão que mais necessitam de cuidados e dicas de como você deve lidar com a manutenção e substituição deles.

1. Freios

De importância incontestável para a segurança de qualquer veículo, os freios devem estar em perfeito funcionamento. A ausência desse tipo de manutenção pode gerar um desgaste acentuado nas peças — lonas, molas, patins, tambores e retentores.

Os principais indícios causados por falhas nesse sistema são:

  • danos nos rolamentos e nos pneus;
  • aumento na distância de frenagem;
  • superaquecimento;
  • ruídos e vibrações ao frear;
  • baixa durabilidade das lonas.

A vida útil desses componentes está relacionada à intensidade e frequência de uso do caminhão, ou seja, quanto mais rodar, mais rapidamente a troca deverá ser feita. Logo, é preciso checar a regulagem de todo o conjunto. Se houver alguma folga entre as peças, troque o kit todo.

A duração da lona de freio do caminhão pode variar bastante de um fabricante para o outro. De forma geral, a orientação é de que uma checagem e eventual manutenção preventiva não só na lona mas em todo o sistema de frenagem sejam feitos a cada 5 mil quilômetros rodados ou a cada seis meses.

2. Sistema elétrico

A injeção eletrônica precisa ter o software atualizado na frequência indicada pela montadora. Já a parte elétrica deve ser inspecionada periodicamente. Verifique sempre o funcionamento de sensores, atuadores e válvulas.

Para garantir o bom funcionamento desse sistema, também é necessário revisar o alternador e a caixa de fusível. Cuidar desses componentes evita a sobrecarga do caminhão ao ligar acessórios elétricos. Para evitar problemas repentinos, tenha fusíveis reservas para substituir os que estão danificados.

3. Motor

motor merece atenção redobrada, pois é o sistema mais caro do caminhão, além de ser o “coração” do veículo. Caso ele sofra alguma pane na estrada, o caminhoneiro corre o risco de ficar desamparado. Por isso, é importante revisá-lo antes e após as viagens.

Várias partes do sistema de motorização devem ser conferidas, como nível de força (torque), injeção de combustível, partida, entre outras. Se o desempenho estiver aquém do esperado, pode ser que ele consuma diesel em excesso ou puxe pouco ao transportar cargas pesadas.

4. Suspensão

A suspensão é muito exigida nos veículos de carga, devido ao peso carregado e às irregularidades das estradas. Portanto, cheque todas as peças desse sistema — amortecedores, bandejas, batentes, molas e barra estabilizadora.

É importante observar com atenção para detectar desgastes nesses componentes, além de lubrificar os pinos que apoiam todos eles. Por fim, basta ver também se os grampos e parafusos estão frouxos ou soltos.

Entre os sinais de problemas na suspensão, o motorista pode sentir trepidações e escutar ruídos ao fazer curvas ou ultrapassar buracos. Viajar nessas condições é muito perigoso. A função desse sistema é estabilizar a dirigibilidade do caminhão. Em situações extremas pode haver até mesmo a perda de controle.

5. Embreagem

Ela transfere a força do motor para o sistema de transmissão e, por último, às rodas. Próxima à caixa de câmbio, a embreagem contém diversas peças importantes, como disco, platô e rolamento.

Os sinais de desgaste são facilmente percebidos durante a troca de marchas, quando ocorrem ruídos, trepidações e falhas. Nesses casos, procure por um mecânico especializado para revisar o quanto antes, já que o seu mau funcionamento pode causar acidentes graves.

Ainda que apenas um dos componentes esteja quebrado ou com defeito, o ideal é fazer a troca de todo o conjunto de embreagem. Além disso, existem alguns cuidados que prolongam a vida útil da embreagem, como a calibração e a lubrificação das peças. Executar as trocas de marcha da maneira correta também ajuda a diminuir seu desgaste.

6. Iluminação

A iluminação é essencial e obrigatória, pois impacta na segurança, já que as luzes ajudam na direção diurna e noturna. Fazem parte desse conjunto:

Você sabe tudo sobre mecânica de caminhões? Teste seus conhecimentos e veja os principais mitos
  • faróis dianteiros e de neblina;
  • piscas;
  • lanterna;
  • luzes de posição, placa, freio e ré.

Por lei, todas as luzes devem funcionar corretamente ou o condutor pode ser autuado. Por isso, antes de pegar a pista, verifique as luzes dianteiras e traseiras para identificar se há uma lâmpada queimada. Caso seja necessário trocá-la, faça em pares, pois ambas têm durabilidade similar.

Outra recomendação é ver se o componente óptico está bem colocado, pois as vibrações sofridas pelo veículo podem soltar alguma peça, desregulando a iluminação.

7. Pneus

Os pneus são os únicos acessórios que entram em contato com o chão, logo, seu desgaste é inevitável. E quando se trata de um caminhão que suporta muito peso, eles demandam atenção redobrada por parte do frotista e do caminhoneiro.

Os sinais de deterioração são fáceis de detectar com somente uma avaliação visual. Portanto, veja se existem bolhas, rachaduras ou saliências em sua superfície. Inspecione também a profundidade dos sulcos: eles devem estar no nível recomendado pelo fabricante. Transitar com pneus carecas é muito arriscado.

Para conservar os pneus, providencie a calibragem semanal, além de fazer alinhamento, balanceamento e rodízio a cada 10 mil km rodados. No momento da troca, escolha pneus de qualidade. Dessa forma, você garante o bom desempenho e segurança da sua frota.

Após saber quais peças/componentes para caminhão necessitam de cuidados especiais, você pode potencializar seu cronograma de manutenção preventiva. Ao fazê-lo, sua frota terá desempenho operacional garantido, além de reduzir custos e reforçar a segurança de todos os envolvidos.

O que avaliar antes de escolher as peças do caminhão

Uma das grandes dúvidas dos motoristas e frotistas é na hora de escolher as peças que vão ser utilizadas na substituição. Apesar de ser um questionamento comum, a tarefa não é tão complexa quanto parece.

Para saber o que avaliar antes de escolher as peças do caminhão é preciso levar em consideração algumas dicas. Veja.

Entenda quais são as necessidades do caminhão

Antes de pensar em escolher as autopeças do caminhão é fundamental entender quais são as suas necessidades. Isso porque as características de um caminhão mudam de acordo co o modelo, tipo e ano. Assim, o primeiro passo para garantir uma escolha adequada é entender as necessidades do veículo.

Por meio do diagnóstico de uma frota é fácil identificar, entre outras questões, quais são os itens que mais desgastam em cada modelo. Além disso, essa avaliação permite identificar quais caminhões demandam manutenções com mais frequência.

A partir desse diagnóstico e avaliação das necessidades de cada veículo fica mais fácil buscar o fornecedor adequado.

Rotina de utilização dos caminhões

Outro aspecto que deve ser levado em consideração é a rotina de utilização dos caminhões. Vamos pensar em um exemplo prático: se o caminhão roda a maior parte do tempo em estradas com pavimentação deficiente e estradas rurais, provavelmente demandará uma atenção especial com relação aos pneus e as suspensões.

Assim, na hora de definir as peças será importante considerar a escolha por sistemas mais resistentes e confiáveis, o que reduzirá o risco de problemas e aumentará o tempo entre as substituições de peças.

O preço pode fazer toda a diferença

Muito embora o custo da peça seja um aspecto que deve ser considerado, ele não pode ser o fator decisivo na hora de troca. Em se tratando de transportes, o custo deve ser aliado a outros dois fatores: segurança e durabilidade.

Por isso, na hora de escolher a peça e o fornecedor é fundamental equilibrar esses três aspectos: preço, qualidade e durabilidade. Muito embora as peças de qualidade superior tenham um preço elevado, é preciso ter em mente que esse custo também representa maior segurança para o motorista e durabilidade.

Com uma peça mais cara e com maior durabilidade, o custo-benefício será maior já que o tempo de substituição será maior em relação a uma peça mais barata e de baixa qualidade.

Bons fornecedores são essenciais

A troca de peças e escolha de produtos confiáveis estão relacionadas a escolha dos fornecedores. Por se tratar de uma atividade que depende da segurança, lembre-se sempre de priorizar bons fornecedores.

Assim, escolha fornecedores confiáveis, que atendam às necessidades do veículo de forma comprometida, qualificada, eficiente e ágil.

Você não quer correr o risco de manter o seu caminhão parado por falta de peças para a manutenção ou por atraso do seu fornecedor, não é mesmo? Além de custar caro isso pode prejudicar a relação com os seus clientes.

Peças novas e de procedência segura

Por fim, uma prática que ainda é recorrente no mercado está relacionada à compra de peças usadas ou de procedência desconhecida.

Essa prática é perigosa e pode causar danos maiores para o seu veículo. Por isso escolha peças novas, de procedência garantida, com boa reputação no mercado e que são produzidas por empresas sérias.

Peças novas e de qualidade são fabricadas com materiais de qualidade, atendendo aos requisitos e especificações do fabricante do veículo, com uso de tecnologia e inovação a um preço justo e compatível com a qualidade e durabilidade dos produtos. Além disso, essas peças têm garantia, uma segurança extra para o consumidor.

As peças com procedência e qualidade são projetadas a partir dos padrões e exigência do fabricante do veículo, o que representa, na prática, melhor performance para o veículo e compatibilidade. Invista em peças para caminhão eficientes e que tragam segurança e produtividade no dia a dia da estrada.

Como você pode ver, é fundamental estar atento à necessidade de realização de manutenções programadas, investindo em segurança e desempenho das peças para caminhão.

Você quer saber mais sobre peças para caminhão? Então, entre em contato conosco e conheça as soluções da WLM. Temos uma lista completa de veículos Scania à venda, bem como de serviços e contratos de manutenção, consultorias, treinamentos e peças genuínas!

checklist das peças de caminhão
Você também pode gostar

Deixe um comentário