O caminhão é um dos bens mais valiosos de um caminhoneiro. Afinal, ele é sua principal ferramenta de trabalho e um companheiro quase inseparável. Mas, para manter a frota em bom estado de conservação, há casos em que é necessário realizar uma manutenção corretiva.

Você já ouviu falar nesse procedimento? Sabe como funciona? Todo motorista profissional que se preocupa com a vida útil de seu veículo e com a segurança e agilidade de suas viagens precisa conhecê-lo melhor.

Nos tópicos a seguir, você entenderá por que a manutenção corretiva deve sempre fazer parte do seu planejamento.

O que é manutenção corretiva?

Embora prevenir seja sempre melhor que remediar, a verdade é que, quando falamos em manutenções nas frotas, isso nem sempre é possível. A manutenção corretiva, como o nome já sugere, é utilizada para corrigir falhas e realizar consertos conforme a necessidade. Isso significa que ela só é feita quando há um problema com o veículo.

A intenção do reparo corretivo é fazer o caminhão voltar a funcionar. Para isso, podem ser necessárias a substituição de lubrificantes e peças e a verificação/ajuste dos sistemas elétricos, hidráulicos e mecânicos em alguma oficina especializada.

Quando utilizar esse tipo de manutenção?

A manutenção corretiva nem sempre é vista com bons olhos. Isso porque geralmente, quando se avalia os custos necessários para a realização do processo, ela costuma ser mais cara do que a preventiva e preditiva.

Mesmo assim, trata-se de um procedimento essencial, já que existem diversas situações inesperadas no dia a dia de um caminhoneiro, como falhas no motor, vazamentos, pneus furados ou mesmo um retrovisor quebrado.

É para corrigir esses problemas inesperados, que fazem com que o veículo fique parado — gerando prejuízo —, que a manutenção corretiva é indicada.

Diante dessas situações, não há outra medida a ser tomada e o procedimento precisa ser executado com rapidez e segurança. Assim, evita-se prejuízos ainda maiores, especialmente os relacionados aos atrasos nas entregas.

Quais são as vantagens desse procedimento?

A manutenção corretiva é um dos procedimentos mais tradicionais. Antes dos avanços tecnológicos aos quais temos acesso hoje, não era possível prever falhas mecânicas e elétricas com tanta facilidade. Consequentemente, as intervenções eram realizadas somente após o surgimento do problema.

Mesmo com os grandes avanços da atualidade, haverá momentos em que você precisará executar esse tipo de serviço em seu veículo. Confira a seguir todos os benefícios que essa modalidade de manutenção de fato trará à sua frota:

Evita maiores prejuízos ao caminhoneiro

Quando o problema já aconteceu, a manutenção corretiva torna-se o único procedimento capaz de superá-lo com eficiência.

Em outras palavras, diante de uma falha no motor, por exemplo, esse tipo de procedimento é mais seguro e preciso. A atuação de mecânicos de confiança garante que a falha seja corrigida com rapidez e evita prejuízos ainda maiores, principalmente com a extensão dos danos a outros componentes.

Previne a interrupção prolongada das atividades

Imagine que o seu caminhão apresentou um defeito que o impede de circular. Nesse caso, a intervenção será útil para fazer com que essa interrupção no trabalho seja mais curta e não afete o cronograma de suas viagens.

Em um setor de alta competitividade como o de transporte, ficar parado por muito tempo pode representar a perda de clientes e de reputação no mercado, uma vez que os contratantes estão sempre em busca de um serviço de alta performance.

É interessante no caso de peças de baixo custo

Nós sabemos que um caminhão possui peças de custo elevado — como o motor e a injeção eletrônica — e outras de baixo custo — como os limpadores de para-brisas e os fusíveis dos faróis.

É para esse segundo tipo de item que a manutenção corretiva é a mais indicada. Na prática, realizar conferências periódicas é sempre importante, mas diante da substituição de peças auxiliares e de baixo valor, o procedimento de correção é o mais viável.

Logo, componentes que não possuem o potencial de suspender as atividades devem ser reparados por meio da manutenção corretiva. Isso porque as manutenções periódicas nesses equipamentos podem ser mais caras e demoradas.

Exige um planejamento mínimo

Como você viu, a principal função da manutenção corretiva é corrigir um defeito pontual identificado em determinado componente do veículo. Por esse motivo, o caminhoneiro não precisa se dedicar a um complexo e demorado planejamento.

Na verdade, o ideal é que você apenas tenha definida a maneira com que esses reparos serão realizados. Para agilizar, defina uma oficina de confiança e procure utilizar sempre peças para caminhão genuínas. Os resultados serão ainda mais satisfatórios dessa forma, e os possíveis prejuízos serão rapidamente mitigados.

Possui um menor custo a curto prazo

Sempre que se fala sobre a manutenção corretiva, é enfatizado que o procedimento custa mais que a manutenção preventiva — o que nem sempre é verdade. Para definir o melhor custo-benefício, é preciso analisar a situação por todos os ângulos.

A realização de manutenções conforme a demanda é mais barata a curto prazo. Isso ocorre porque, logicamente, antes do problema surgir não há qualquer gasto. Do mesmo modo, há muito pouco a se fazer após a compra da peça danificada e a realização do conserto. Pensando no valor total do investimento, então, a manutenção corretiva não pode ser rotulada como uma vilã no dia a dia de um caminhoneiro.

Muitos profissionais não analisam as vantagens que esse procedimento apresenta, mas é possível observar que, em certos casos, ele é o mais econômico. Daí a importância de definir uma oficina de confiança e ter acesso a soluções diferenciadas.

Um bom caminhoneiro é muito mais do que um motorista cuidadoso e eficiente: ele possui conhecimentos básicos sobre o funcionamento de seu veículo e aprende a tomar decisões estratégicas, especialmente em caso de falhas em seu instrumento de trabalho.

Agora que você já conheceu melhor a manutenção corretiva, sabe quando aplicá-la e entende quando ela poderá ser sua aliada, basta continuar a tomar os cuidados básicos com seu caminhão, escolher uma boa autorizada mecânica e viajar com tranquilidade e segurança!

Esse post foi útil pra você? Então aproveite para conferir os cuidados necessários para ampliar o intervalo das manutenções dos caminhões Scania!