Como escolher o melhor modelo de caminhão para a minha frota?

melhor modelo de caminhão
11 minutos para ler
Planilha Cálculo de Frete

Gerenciar uma frota não é uma tarefa fácil, pois demanda muita dedicação do gestor. Uma das decisões mais relevantes é a escolha do melhor modelo de caminhão para comprar. Isso porque existem diversos tipos diferentes, o que torna difícil a escolha do veículo ideal.

Portanto, é necessário pesquisar e conhecer as opções para adquirir a máquina mais adequada às operações e necessidades da sua transportadora.

Para ajudá-lo, reunimos algumas recomendações que você precisa considerar na hora de escolher um dos modelos de caminhão. Confira!

Entenda qual a importância de escolher os melhores modelos de caminhão

O primeiro passo para escolher o melhor modelo de caminhão para a sua frota é entender porque você precisa ter essa seletividade. Ele é o equipamento principal do seu serviço de transporte de mercadorias, por isso, ele precisa ser adaptado para o que a sua organização se propõe a fazer.

Dessa maneira, você conseguirá oferecer um serviço de qualidade aos seus clientes, além de evitar que problemas com a carga ou até mesmo com a fiscalização possam ocasionar em perdas financeiras, ou outras consequências negativas para a sua empresa, como a perda dos seus consumidores por não ficarem satisfeitos com o seu trabalho.

Detalhes como o modelo do veículo, tipo de carga suportada, carrocerias que podem ser utilizadas, entre outros, devem ser analisados na hora de comprar o seu veículo. Se a sua empresa de frotas lida com diferentes tipos de mercadorias, precisará de veículos diferentes para atender cada uma dessas demandas.

Outro fator importante é que usar o caminhão errado para o transporte de cargas pode resultar em maiores gastos para ajustes ou reparos, dado que ele precisará ser adaptado para o tipo de serviço que realizará ou poderá sofrer danos constantes em suas peças, visto que estará se esforçando além do seu limite.

Aprenda a como comprar um caminhão

No tópico acima, falamos sobre a importância de adquirir o modelo de caminhão correto para o seu serviço. Agora, listaremos algumas dicas simples que te ajudarão a começar a planejar a compra do seu novo veículo e, assim, elevar a qualidade e eficiência da sua frota para um novo nível.

Se planeje

É preciso se planejar para comprar um caminhão, já que ele não tem um custo tão barato e, se tratando de uma ferramenta de trabalho, precisa ser escolhida quase a dedo, não apenas na questão das suas características, como também no preço, no local para a compra e também decidir se é melhor investir em um modelo novo ou usado.

Busque por preços mais em conta

Não é preciso escolher o veículo mais caro do mercado para a sua frota: com um pouco de paciência e pesquisa, é possível encontrar aquele que melhor se adapta às necessidades da sua frota, bem como do seu bolso. Além disso, algumas funcionalidades ou características que não sejam tão importantes para o desempenho do seu trabalho também podem ser deixadas de lado para comprar um veículo por um preço mais baixo.

Adquira seu caminhão em lojas especializadas

É muito importante conhecer a procedência do caminhão que será comprado, já que adquiri-lo de um local não confiável, apenas pelo preço mais baixo, pode resultar em muita dor de cabeça para o caminhoneiro, como falta dos documentos ou até mesmo problemas no veículo que só serão vistos depois de adquirido.

Avalie a desvalorização

Outro ponto que deve ser checado é a sua desvalorização. A depender de onde ele for adquirido, a sua desvalorização pode ser maior ou menor, o que pode atrapalhar na hora de revendê-lo. Em concessionárias nas quais o veículo é adquirido 0km, a perda de dinheiro em uma revenda será maior que um seminovo, por exemplo.

Estude os tipos de veículo para escolher o melhor

Para escolher o melhor modelo, defina onde ele vai transitar e para qual fim será o seu uso. Os tipos variam entre urbano, rodoviário, baú, caçamba, guincho e refrigerador. Logo, ao comprar, é fundamental que você já tenha definido quais serão os serviços realizados pelo caminhão.

Afinal, não adianta levar um caminhão-baú para fazer frete de entulho ou adquirir um modelo com caçamba para entregar mercadorias perecíveis. Por isso, determine todas as utilidades e objetivos antes de renovar sua frota.

Veja a lista de modelos disponíveis no mercado:

  • carreta 2 eixos;
  • carreta 3 eixos;
  • cavalo trucado;
  • caminhão extrapesado;
  • Veículo Urbano de Carga (VUC);
  • ​caminhão toco;
  • truck ou caminhão pesado;
  • bitrem (carreta 7 eixos) ou treminhão (carreta com 3 composições);
  • rodotrem.

Entenda para que serve cada tipo de caminhão

Como você pode perceber anteriormente, existem diferentes tipos de caminhões que podem ser utilizados para finalidades diferentes. Busque conhecer cada um deles para, então, escolher aqueles que melhor se adaptarão às necessidades da sua frota e, principalmente, dos seus clientes.

Carreta 2 eixos

A carreta 2 eixos é perfeita para o transporte de cargas secas e produtos em distribuição, como óleo, açúcar e arroz. Seu comprimento máximo é de 18 metros, podendo transportar até 33 toneladas de mercadoria. Ele tem essa nomenclatura pois, em sua estrutura, existe um cavalo mecânico de dois eixos, bem como um semirreboque também com dois eixos.

Carreta 3 eixos

Já a carreta 3 eixos comporta uma variedade maior de carrocerias, como graneleira, sider, grade baixa, entre outras, com comprimento máximo também de 18 metros, além de também terem dois eixos em seu cavalo mecânico. Uma das suas principais diferenças é a carga máxima, que pode chegar a 41,5 toneladas.

Cavalo trucado

O cavalo trucado apresenta uma capacidade de carga máxima ainda maior do que a carreta de 3 eixos, sendo de 45 toneladas e, por isso, também apresenta uma estrutura maior. O seu tamanho é o mesmo dos modelos anteriores, ainda de também ter a mesma quantidade de eixos (três), do veículo anterior.

Tenha o histórico de manutenção da sua frota atualizado

Na hora de pesquisar, reúna os documentos e manuais pertencentes à sua frota atual e deixe tudo alinhado para suas futuras negociações. Os registros de revisões e manutenções de cada máquina podem garantir uma excelente venda ou troca, pois dão maior poder de barganha.

A economia depende da boa conservação nos veículos que já estão em uso. Converse com um revendedor e pesquise seus respectivos valores na Tabela Fipe para calcular a quantia que deverá ser adicionada para a nova compra.

Analise o nível de ocupação de seus veículos

Agir por impulso ou por simplesmente ter dinheiro sobrando não é uma boa ideia, já que adquirir novos modelos sem pensar na demanda atual da empresa pode levar a diversos prejuízos em cadeia.

Portanto, veja se a transportadora teve um crescimento no uso dos caminhões, se algum tipo de frete está defasado quanto à locomoção ou se atualmente há muitos veículos parados ou impróprios para a demanda do negócio. Dessa forma, você economiza trocando alguns modelos ou comprando menos. Isso ajuda a ter um dinheiro a mais em caixa, o que é excelente para situações de emergência.

Conheça a diferença entre carga leve e carga pesada

Para escolher o caminhão ideal, é preciso que você conheça o seu tipo de trabalho, principalmente os tipos de cargas que são comumente fretadas. Dessa maneira, você poderá escolher entre os veículos de carga leve ou carga pesada, os quais falaremos das suas diferenças abaixo. Confira:

Carga leve

Os veículos de carga leve são aqueles utilizados comumente para cargas menores, que serão transitadas dentro de um município ou localidades próximas. Eles apresentam até 14 metros de comprimento e dois eixos ou conjuntos de eixos. Sua capacidade máxima de transporte é de 25,5 toneladas.

Carga pesada

Já os veículos de carga pesada são aqueles utilizados para transportar volumes maiores de mercadorias, sendo constituídos por apenas unidades tratoras, motor, cabine e um acoplamento no chassi, chamada de quinta roda. A sua capacidade de carga pode variar, a depender do tipo de carroceria acoplada a ele.

Alguns dos modelos de carga pesada mais conhecidos são o cavalo mecânico trucado ou LS e cavalo mecânico ou caminhão extrapesado. É importante pesquisar sobre cada um deles, entendendo as suas principais características e qual delas melhor atenderá às necessidades da sua frota nesse momento.

Saiba qual a carga correta para cada modelo

Ao definir qual o melhor caminhão para a sua frota, é importante atentar qual o tipo de carga utilizada em cada um deles. Como explicamos, veículos de carga leva devem ser utilizados para cargas secas e mais leves, evitando ultrapassar o seu limite de carga e, dessa maneira, evitar com que ele sofra problemas. Para cargas maiores, invista nos veículos mais pesados.

Busque veículos tecnológicos

Apostar em tecnologias é essencial para garantir competitividade e economizar (tempo e dinheiro). Os veículos atuais contam com sistemas eletrônicos que simplificam a vida dos motoristas. Eles notificam sobre o momento ideal para a manutenção e alertam sobre possíveis falhas durante trajeto. Sem contar que alguns modelos podem consumir menor diesel.

Essas funcionalidades (e muitas outras, como rastreabilidade, computador de bordo, câmeras e sensores) podem aumentar o valor da sua frota. Entretanto, é necessário estudar cada uma dessas inovações, avaliar em que circunstâncias elas serão úteis para sua transportadora, além de pensar a longo prazo nas facilidades, vantagens e economias.

Estude o valor do caminhão

Uma pesquisa de mercado é essencial, pois o primeiro aspecto que afetará o preço será a decisão entre um veículo novo ou seminovo. Veja os prós de ambas as opções:

  • novo — maior segurança e autonomia, garantia do fabricante, revisões agendadas na concessionária, menor emissão de gases poluentes;
  • seminovo ou usado — valor significativamente mais baixo, visto que o caminhão já passou pelo período mais intenso de desvalorização.

Vale citar que existem máquinas de segunda mão em excelentes condições de uso — podendo ser encontradas com facilidade —, pois grandes transportadoras costumam renovar suas frotas com frequência. Sem contar a possibilidade de elas já virem equipadas com acessórios úteis.

Aguarde o melhor momento para comprar

A paciência é uma virtude que deve fazer parte em todos os aspectos da vida, ainda mais quando se fala em escolher o melhor modelo de caminhão. Isso porque os preços costumam variar durante o ano e, em alguns momentos, o melhor é esperar.

O recomendado é entrar em contato com a revendedora para pedir orçamentos e descontos alguns meses antes. Assim, você terá um período para comparar preços.

Outro fator que você precisa atentar é à revisão dos veículos no ano em que você pretende adquirir alguns modelos. Se estiver tudo certo com eles, tente trocá-los antes de eles passarem por um novo check-up.

Avalie a vida útil do veículo

Vários fatores, como tração, suspensão, pneus e o tipo/modo de uso afetam a durabilidade de qualquer caminhão. Por conta disso, a manutenção periódica é a única maneira de ampliar a vida útil da máquina e evitar complicações.

A duração e a resistência do veículo afetam diretamente o seu valor. Logo, defina muito bem qual será o seu critério de decisão para evitar desperdícios ou adquirir um modelo que possa trazer prejuízos no futuro.

Considere as rotas de uso do caminhão

Por fim, mapeie todas as possíveis rotas de trabalho antes de “bater o martelo”. Caso for transitar em vias de péssima qualidade, é preciso adquirir um veículo resistente. Se for rodar em estradas ou serras com muito desnível, opte por um mais potente e, se for trafegar em rodovias perigosas e com muitos contornos, escolha um modelo mais estável, leve e estreito.

Como você pôde ver ao longo deste conteúdo, para cada aplicação existe o melhor modelo de caminhão. Por isso, é ideal que você, gestor e motorista de frota, faça uma escolha inteligente. Assim, você garante a qualidade dos seus serviços perante o mercado de fretes, o que reflete em maior procura e mais ganhos.

E então, quais os modelos de caminhão você escolheu para a sua frota? Conte-nos nos comentários!

Controlar os custos das sua frota
Você também pode gostar

Deixe um comentário