Talvez, a pior situação que um caminhoneiro possa enfrentar seja a de precisar usar os freios em uma emergência e eles falharem. Mas também em condições normais de direção o sistema de frenagem é essencial, mantendo a segurança nas curvas, nos declives e no trânsito. Por isso, saber comprar lona para caminhão e cuidar de sua conservação é indispensável nessa profissão.

Afinal, as lonas são a base dos conjuntos de freios da maior parte dos modelos de caminhões e de carrocerias e, se usadas incorretamente, podem superaquecer, perder a eficiência ou, simplesmente, não funcionar. Isso coloca em risco a integridade do veículo, a vida dos outros usuários da via e a do próprio estradeiro.

Assim, para que suas viagens sejam tranquilas e seguras, confira, neste post, tudo o que você precisa saber para ter a lona certa para seu caminhão e conservá-la corretamente!

O que é e como funciona a lona de freio?

As lonas de freio são as peças de desgaste de um sistema de frenagem por tambor. Elas são as responsáveis por gerar atrito para reduzir a velocidade de giro das rodas, dissipando a energia do movimento em forma de calor.

O sistema a tambor é composto de um tambor de ferro fundido ligado à roda, que acompanha seu giro. Dentro dele, estão localizadas duas sapatas semicirculares, movidas por cilindros. As lonas ficam nessas sapatas e são pressionadas contra o tambor quando o freio é acionado, aumentando o atrito dentro dele e, consequentemente, parando a roda.

Para que o sistema seja eficiente, é preciso que as sapatas estejam ajustadas na distância correta e os tambores não estejam deteriorados. Ainda, as lonas devem estar dentro da margem de segurança de desgaste e serem feitas de um composto que alie resistência e economia, variando de acordo com o tipo de uso do veículo.

Quer saber como escolher a lona ideal para o seu caminhão? Então siga para o tópico seguinte, pois falaremos sobre isso!

Como comprar corretamente a lona para caminhão?

As lonas atuais são feitas de compostos cada vez mais eficientes e específicos para os diferentes tipos de caminhões. As fabricantes aposentaram de vez o amianto de sua composição. Agora, utilizam fibras sintéticas e resinas misturadas com metais para alcançarem padrões de dureza, durabilidade e redução de ruídos melhores para cada situação.

Por isso, os preços variam, também. As lonas com maior dureza e durabilidade, costumam ser mais baratas, mas aceleram o desgaste dos tambores. Já uma lona com tecnologia de baixa agressividade ao tambor, por exemplo, é mais cara. Mas ela pode compensar se o uso for mais extremo, como em ambiente urbano, diminuindo a necessidade de substituições ou retíficas.

Vale lembrar, também, que para um componente dessa importância para a segurança das viagens, o ideal é não arriscar, preferindo sempre utilizar peças originais. Isso porque elas foram testadas e possuem parâmetros de durabilidade e eficiência comprovados pela montadora do caminhão. Além disso, suas dimensões e composição são as mais indicadas para o modelo, pois foram previstas no projeto do veículo.

Portanto, o ideal é buscar uma concessionária para realizar a troca das lonas do freio. Lá estão os profissionais capacitados para indicarem o tipo de composição mais adequado para seu perfil de uso e as melhores peças e equipamentos para realizar o serviço de manutenção.

Mas, afinal, quando é necessário trocar as lonas do caminhão? Quais são os cuidados para prolongar sua vida útil? No tópico seguinte abordaremos sua manutenção preventiva. Não deixe de ler!

Como fazer a manutenção preventiva das lonas?

O sistema de frenagem é um item essencial para a segurança das viagens. Qualquer problema em seu funcionamento pode ocasionar acidentes. Por isso, sua manutenção preventiva deve ser prioridade para o caminhoneiro.

Nesse sentido, a lona de freio é um dos componentes que mais merecem atenção. São partes de desgaste que influenciam diretamente na eficiência dos freios. Geralmente, a substituição preventiva é recomendada a cada cinco mil quilômetros rodados.

Esse número, no entanto, pode variar dependendo do tipo de uso do caminhão. Verifique no manual do proprietário do veículo as recomendações da montadora e converse com o consultor da concessionária para tirar as dúvidas quanto ao seu caso específico.

Além disso, outras medidas são necessárias para manter as lonas em dia. Confira abaixo quais são elas.

Use sempre o freio motor

Especialmente em declives, o uso do freio motor alivia muito o uso das lonas. O recomendado é utilizar uma marcha reduzida que proporcione baixa velocidade, com uma direção sem muitas frenagens. Caso o caminhão esteja ganhando velocidade, sendo preciso corrigir acionando os freios, reduza mais ainda a marcha.

O uso do freio motor evita o superaquecimento das lonas, que modifica as características do material e leva à perda de eficiência, e o desgaste acentuado de todo o sistema.

Tenha atenção ao desgaste

Faça inspeções visuais das lonas semanalmente ou antes e depois de cada viagem longa. Verifique o desgaste delas, observando se estão uniformes e se em alguma roda ele não está acelerado. Isso pode significar divergência de ajuste de folga nas sapatas ou problemas no tambor. Caso haja irregularidades, leve o caminhão para uma revisão.

Veja, também, se as lonas não atingiram seu limite de uso, conferindo se o desgaste não chegou às marcações de segurança das peças.

Troque e regule as sapatas

Ao trocar as lonas, troque também as sapatas de freio sempre que apresentarem empenamentos, torções, rebarbas e desgastes excessivos, pois elas prejudicarão o contato com as lonas novas e causarão deterioração irregular.

A cada dois mil quilômetros ou de acordo com a recomendação do manual do caminhão, revise a folga das sapatas para ajustes, se necessário.

Retifique os tambores

A cada troca de lonas é preciso conferir se os tambores não precisam de uma retífica. Esse procedimento é recomendado porque o desgaste irregular pode torná-lo ovalado e com sulcos, trincas ou amassados, que prejudicam as novas lonas.

O limite para retificar o tambor está gravado na própria peça e deve ser sempre respeitado, pois é essencial para a segurança do veículo.

Dirija defensivamente

A direção defensiva é uma aliada da segurança e da economia para o caminhoneiro. Além de prevenir acidentes, ajuda na conservação geral do veículo. Em relação às lonas, as velocidades menores e distâncias maiores permitem menos frenagens e uso mais suave dos freios. Isso aumenta a vida útil das peças e diminui seu desgaste por quilômetro rodado.

Saber escolher lona para caminhão é indispensável para qualquer caminhoneiro. Afinal, os freios são o principal item de segurança do veículo e seu mau funcionamento ocasiona acidentes. Ter a lona certa e fazer sua manutenção periodicamente é o que permitirá parar o caminhão ou reduzir sua velocidade a tempo de evitar uma situação de perigo na estrada.

Gostou das nossas dicas? Quer saber mais sobre cuidados com os freios do caminhão? Então confira qual a importância de estar atento à lona de freio!