A falha nos freios é uma das duas causas mecânicas mais comuns de acidentes envolvendo caminhões pesados. Estabilidade ao atrito causado pela frenagem e resistência ao envelhecimento provocado pela utilização constante e pelo tempo são requisitos-chave para a escolha da lona de freio ideal para o caminhão.

A fricção da lona no tambor afeta a taxa de desaceleração do veículo e, dessa forma, o seu desgaste acaba influenciando na eficiência na hora de parar o veículo. Isso acontece porque a deterioração irregular ou mais rápida pode alterar a geometria de contato do revestimento, mudar o padrão de geração de calor por fricção e degradar a resposta do sistema de frenagem.

Para compreender melhor sobre a importância da lona de freio e como se manter seguro em suas viagens no seu caminhão, acompanhe o post!

Qual a função da lona de freio?

Elas são responsáveis por garantir a fricção que acionará os freios. Esse atrito é feito com os tambores de freio de forma que a energia cinética provocada pelo motor para que o caminhão se movimente seja diminuída.

Elas precisam de uma atenção constante e sua substituição é fundamental quando algo diferente for observado.

O que você deve inspecionar no sistema de freio do caminhão?

Manter os freios em boas condições é fundamental para garantir a segurança na hora de parar o caminhão, principalmente durante em uma frenagem mais brusca. Para isso, é preciso ficar atento a alguns itens:

  • Inspecionar o estado geral de componentes para verificar a existência de fugas de ar comprimido. Esse atrito é feito com os tambores de freio de forma que a energia cinética provocada pelo movimento do veículo ao contrário do motor seja diminuída.

  • Inspecionar a espessura das lonas de freios em busca de rachaduras.

É importante ressaltar que os intervalos de manutenção ideais podem diferir de acordo com o ciclo de trabalho de cada caminhão.

Como trocar as lonas de freio?

Uma grande dúvida entre vários caminhoneiros é com relação à substituição das lonas de freio. Principalmente no que diz respeito à necessidade de troca em todos os eixos de uma vez ou em apenas em alguns, conforme a necessidade.

A recomendação é sempre substituir as lonas de freio nas duas rodas do mesmo eixo ao mesmo tempo. O mesmo tipo e tamanho de lona de freio devem ser usados, do contrário, o efeito de frenagem será irregular.

 Caso contrário, você pode enfrentar problemas de equilíbrio nos freios do veículo.

Além disso, substituir as lonas de freio de apenas uma unidade, sem seguir as recomendações acima, pode acabar contribuindo para o desgaste irregular e, consequentemente, reduzir a vida útil do revestimento causando problemas em todo o sistema ou até mesmo a quebra de um tambor.

Recomenda-se também o uso do rebite de aço com revestimento de latão, devido as suas propriedades mecânicas, de resistências e dilatação. É uma prática comum em oficinas independentes a utilização de rebites de alumínio, devido o baixo custo e a facilidade de aplicação; porém não são recomendados pelas montadoras, pois possuem baixa resistência e elasticidade podendo deixar a lona solta danificando o conjunto.  

De que forma melhorar o sistema de frenagem?

O primeiro passo para melhorar seu sistema de frenagem, supondo que ele esteja em boas condições, é atualizar as lonas de freios. Os compostos dos materiais de fricção geralmente vêm em quatro tipos: orgânico, semimetálicos, metálicos e compostos.

Os compostos orgânicos são os mais baratos, mas têm algumas desvantagens quando usados para um acionamento mais brusco. Eles tendem a aquecer mais rapidamente se comparado aos outros materiais. Quando a superfície do composto fica mais quente, as forças de travagem reduzidas de forma bastante drástica.

Com relação aos compostos metálicos, estes são geralmente de ferro ou de cobre. Por isso, eles oferecem grande resistência ao calor, baixa tendência a aquecimentos por frenagens bruscas e, assim, possuem a característica de ter uma vida útil maior do que as outras. Como desvantagem, este material muitas vezes acelera o desgaste dos discos de freios ou tambores, que são componentes mais caros e mais complexos de serem substituídos.

No caso de pastilhas semimetálicas, há uma mistura entre o metal e materiais de fricção orgânicos. Esta mistura ajuda o caminhão a parar enquanto reduz as características abrasivas do componente de metal no material de atrito. Elas oferecem as melhores propriedades para um funcionamento mais eficiente, mas são mais caras e mais difíceis de serem encontradas no mercado de peças.

Como fazer com que todo o sistema trabalhe de forma eficiente?

O próximo passo após a realização da atualização de suas pastilhas de freios é fazer a adequação dos discos instalados em seu veículo.

Ao instalar os discos de freios com fenda ou perfurados no freio dianteiro, você aumenta o arrefecimento do sistema. Um freio com essas características pode ser considerado um dos mais eficientes, pelos motivos que já explicamos nesse post.

Dessa forma, quando substituir a lona de freio, pense na substituição do conjunto, de maneira que ele passe a trabalhar em uma menor temperatura, tenha maior durabilidade e diminua os custos de manutenção ao longo do tempo, além de aumentar a segurança na frenagem em altas velocidades.

Os kits de freio que oferecem os discos maiores contribuem para uma melhor frenagem. A ideia é simples: quanto maior a área para fricção, maior a pressão que pode ser aplicada ao rotor; e quanto mais pressão se aplica, mais rápido ele pode parar seu caminhão e assim evitar acidentes.

O que você precisa fazer para aumentar a vida útil da lona de freio?

Uma maneira eficaz de fazer com que as lonas de freio se aqueçam menos e sofram menos desgastes com o atrito entre as lonas e o tambor é utilizar sempre os freios auxiliares quando o caminhão trafegar em declives longos.

A utilização do freio motor é importantíssima para a conservação de todo o sistema de frenagem, assim como para afastar as chances de um acidente grave.

Outra dica de grande valia na hora de fazer com que as lonas de freio durem mais é a realização adequada das trocas de marcha, o que possibilita que você precise acionar o pedal de frear menos vezes.

Saber cuidar bem das lonas de freio é mais do que uma questão de dirigibilidade e economia.Isto envolve a segurança de todos que trafegam na mesma estrada que o seu caminhão. 

Não se esquecendo de verificar sempre o estado dos freios do implemento para  manter a segurança e não sobrecarregar os freios do cavalo mecânico.

E depois de entender melhor sobre os cuidados a se tomar em relação à lona de freio, que tal ler este outro post sobre “Manutenção preventiva do caminhão”. Afinal, estar com a segurança do seu caminhão em dia é sinônimo de melhor viagem.