Todo motorista sabe que quem não cuida bem do caminhão pode gastar muito dinheiro durante a manutenção corretiva. Isso por que a quantidade de quilômetros rodados e o peso da carga fazem com que o desempenho do veículo seja comprometido com o tempo. Por isso, evitar o desgaste de peças é fundamental para garantir que tudo funcione da melhor forma.

Pensando nisso, reunimos neste post 10 dicas que podem prolongar a vida útil dos componentes do seu caminhão. Confira!

1. Seja cauteloso ao dirigir

Esta recomendação não é diretamente relacionada a manutenção, porém, é crucial para a conservação do veículo. E muitos caminhoneiros não se dão conta de que o modo de dirigir influencia na durabilidade dos componentes do caminhão.

Zelar pelas boas práticas de direção e seguir as recomendações de segurança ajuda a evitar o desgaste de peças. Ao dirigir com prudência, você força menos o motor e outros elementos, como suspensão, embreagem, freio e pneus.

Cada item do veículo tem uma duração predeterminada pelo fabricante. Para que os componentes durem o  tempo esperado e se mantenham funcionando perfeitamente até a data estipulada, os cuidados com a direção são indispensáveis.

Caso o veículo seja conduzido de “qualquer jeito”, os componentes se deteriorarão rapidamente, encurtando os intervalos de manutenção.

2. Faça as manutenções preventivas

Realizar manutenção preventiva é outra prática fundamental para evitar o desgaste de peças e identificar as necessidades de manutenção. Além disso, essas manutenções são mais econômicas, se comparadas às ações corretivas  feitas quando algum equipamento ou componente já está avariado. Diante disso, o melhor a ser feito é verificar as peças e trocá-las antes que estraguem.

Esse tipo de atitude impede que um item desgastado cause problemas em equipamentos e sistemas próximos. Portanto, é fundamental fazer revisões periódicas na concessionária.

3. Abasteça com combustível de qualidade

Utilizar um bom diesel é imprescindível para garantir o bom desempenho e o funcionamento de todo o caminhão.

O uso de combustível de qualidade duvidosa prejudica a conservação do veículo e pode acarretar problemas, como perda da força do motor, aumento do consumo e obstrução dos bicos injetores. Por disso, esteja sempre atento aos locais de abastecimento, para não sair prejudicado.

4. Verifique o óleo do motor

O óleo cumpre 3 tarefas importantes no motor: refrigera o sistema, lubrifica os componentes para diminuir o atrito e veda contra gases derivados da combustão. Logo, ele é indispensável para melhorar a performance do motor e evitar o desgaste de peças do veículo.

Examine o nível e a aderência do óleo regularmente. Assim, você garante que o veículo se mantenha em condições de desempenhar seu papel com eficiência.

Faça a substituição do óleo com a quilometragem indicada e certifique-se de adicionar a quantidade de solução recomendada para o seu caminhão.

5. Cheque o líquido de arrefecimento

Mais um fluído que precisa ser checado. O líquido de arrefecimento é muito importante, pois ele refrigera o motor e permite que ele opere em temperatura apropriada. Por isso, antes de viajar, você deve verificar o nível indicado no reservatório. Caso seja necessário completar o fluído frequentemente, procure por vazamentos no recipiente.

Trafegar sem o líquido de resfriamento pode causar o superaquecimento do motor, o que aumenta as chances de fundir determinados componentes. Se houver algum problema constante com a temperatura, vá até uma oficina especializada.

6. Inspecione os pneus

Se atentar a esses componentes é muito importante para o motorista de caminhão, pois eles foram criados para aguentar o veículo e a carga. Em razão disso, jamais rode com pneus ruins. Ao enfrentar os buracos e outras irregularidades das rodovias, esse cuidado precisa ser ainda maior.

Mantenha-os sempre com a pressão correta, seguindo as recomendações para o tipo de carga que você está transportando. Trafegar com eles muito murchos ou cheios pode acentuar o desgaste das ranhuras. Já o excesso de pressão pode acarretar problemas no sistema de suspensão.

Ao adquirir pneus para o seu caminhão, fuja dos populares meia-vida. Eles podem causar problemas tanto para a sua segurança quanto para as peças do veículo. Se você detectar deformidades nas rodas, não tente repará-las sozinho. Sempre procure um especialista para solucionar o problema.

7. Use a embreagem corretamente

O sistema de embreagem exige atenção redobrada. É preciso pressionar o pedal com cuidado, para evitar desgastes prematuros. Evite utilizar a embreagem como freio, pois acioná-la sem necessidade pode aquecer o equipamento e exigir demais dos componentes.

Outras recomendações necessárias são:

  • não repousar os pés sobre o pedal;

  • mudar as marchas com suavidade;

  • evitar arranques bruscos;

  • não sobrecarregar o caminhão.

8. Respeite o limite de carga do caminhão

Esteja bastante atento ao excesso de peso que leva na sua carreta. Sobrecarregá-la vai prejudicar diversos componentes, o que pode encurtar a vida útil.

Verifique os limites indicados para o modelo do veículo e siga as instruções do fabricante. Colocar mais carga do que é permitido pode ser lucrativo hoje, porém, você aumenta as chances de sofrer sérios prejuízos com estragos no motor e outros sistemas no futuro.

9. Utilize peças originais

Apesar de serem um pouco mais caras, as peças originais são muito mais benéficas. Elas têm uma durabilidade maior, já que são fabricadas com o mesmo controle de qualidade e tecnologia daquelas que vêm de fábrica e, claro, possuem garantia.

Em suma, você estará muito mais protegido e não terá que gastar com manutenção, pois, mesmo que surja defeitos na peça, a fabricante realizará a troca.

Em contrapartida, as peças paralelas e/ou recondicionadas, além de gerarem falhas e riscos, não possuem respaldo legal e não são feitas dentro das recomendações de segurança. Portanto, não se deixe enganar pelo preço menor.

10. Fique atento aos sinais

Descobrir como anda o funcionamento do caminhão e perceber que existem problemas é muito importante. Por isso, se atente aos sinais que ele emite. Escutar barulhos estranhos, sentir perda de potência e notar que o veículo está sacudindo em excesso são vestígios de ida obrigatória à oficina. Nunca deixe isso passar em branco, para evitar problemas maiores.

E então? Curtiu as nossas dicas para evitar o desgaste de peças? Coloque-as em prática para garantir o bom desempenho do seu caminhão e mantê-lo valorizado para uma futura troca!

Aproveite e descubra os riscos de utilizar peças usadas nos caminhões!