Seguro de frota: você sabe como funciona?

6 minutos para ler
Planilha Cálculo de FretePowered by Rock Convert

O seguro de frota é uma maneira descomplicada de cobrir possíveis prejuízos com acidentes, desastres naturais, furtos e quaisquer circunstâncias que podem levar à perda de carga e avarias nos caminhões.

Essas eventualidades, infelizmente, podem ocorrer com a sua transportadora. Como elas são totalmente imprevisíveis, não há como apurá-las de forma planejada. Logo, para não ser pego de surpresa sem recursos o ideal é contratar esse tipo de serviço. É o único caminho para impedir grandes prejuízos, que colocariam a sua empresa em risco.

Pensando nisso, reunimos neste post tudo que você precisa saber sobre seguro de frota, desde sua relevância e funcionamento até como escolher a melhor apólice. Confira!

A importância do seguro de frota

O erro de uma grande parcela de proprietários que nunca passou por situações extremas é pensar que investir em um seguro de frota é desperdício de capital.

Acredite, é possível pagar por esse serviço durante vários anos e nunca precisar acioná-lo. E isso não configura prejuízo. Por exemplo: pense que você cancelou a apólice e, alguns dias depois disso, um acidente provoca a perda total de um caminhão.

Além disso, em caso de morte do motorista, sua transportadora pode ser processada e forçada a indenizar a família lesada. Entendeu como é importante contar com um bom seguro?

Imagine uma frota com cerca de 5 ou mais veículos de carga. A chance de acontecer um acidente aumenta consideravelmente. Isso porque as estradas brasileiras estão em péssimas condições, sem contar as atitudes imprudentes de outros condutores.

Tipos e benefícios do seguro de frota

Os produtos transportados devem ser resguardados com, no mínimo, dois seguros. Conheça abaixo as três categorias mais comuns.

RCTR-C: Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga

Essa é uma modalidade obrigatória, também chamada de seguro para acidentes. Seu principal objetivo é assegurar à transportadora o ressarcimento de indenizações.

Caso ocorra algo grave e você seja obrigado a pagar por prejuízos causados aos produtos transportados, o RCTR-C assume a responsabilidade em circunstâncias como:

  • capotagem;
  • colisão;
  • incêndio ou explosão;
  • abalroamento;
  • tombamento.

Ele cobre todo o território brasileiro com a apresentação da nota de embarque, conhecimento de transporte ou de outro registro que ateste a contratação do serviço de entrega.

RCTR-VI: Responsabilidade Civil do Transportador em Viagem Internacional (Danos à Carga Transportada)

Essa é outra modalidade obrigatória e popularmente conhecida como “carta azul”. É bastante utilizada no tráfego de veículos no Mercosul (Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai).

Foi elaborada para cobrir danos ou perdas sofridas pelos produtos de propriedade de terceiros que são transportados, da fabricante ao destino final, desde que causados pelos mesmos acidentes mencionados no tópico anterior.

RCF-DC: Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga

Esse tipo de seguro é facultativo. No entanto, é aconselhável contratá-lo em casos de alto índice de furtos durante o trajeto. Ele é um complemento importante do RCTR-C. Sua atribuição é:

  • cobrir furto por ameaça grave ou violência;
  • atestar riscos contra roubos de mercadorias transportadas.

Um dos desafios dessa modalidade é avaliar os riscos do tipo de produto transportado, bem como seu percurso e local de entrega.

Portanto, valor da carga, perecibilidade, embalagem, frequência de ocorrências, destino e valores indenizados podem modificar totalmente uma apólice da outra. Isso significa que, quanto menor for o risco e o preço dos bens, mais barato será o seguro.

Como funciona a indenização no seguro para frota?

Em regra, a cobertura desse tipo de seguro abrange os mesmos serviços da categoria individual, conforme o que estiver prescrito na apólice. É possível também solicitar serviços extras que, em geral, se encaixam perfeitamente às demandas de transportadoras que não podem ficar sem máquina para fazer entregas. Alguns exemplos são:

  • veículo extra: o seguro oferece outro caminhão enquanto o principal estiver em manutenção;
  • lucros cessantes: é possível receber as diárias pelos dias não trabalhados enquanto o caminhão estiver na oficina;
  • acessórios: ressarcimento de acessórios furtados ou danificados no veículo, como rádio, som e sistema de rastreamento.

Assim como ocorre no seguro individual, o sinistro pode ser parcial ou total. Se o reparo da máquina não chegar a 75% do seu valor, será parcial. Do contrário, será total.

A indenização segue essa mesma condição: nos danos parciais, será pago somente o valor do conserto, devendo o segurado quitar o preço da franquia. Nos danos integrais, a indenização será completa, ou seja,  você terá direito ao valor de mercado do caminhão ou ao montante definido na apólice, dependendo do que foi acordado. Em situações de furto ou roubo, o sinistro só será total quando o veículo não for encontrado.

É importante citar que não é preciso pagar o valor da franquia para ter direito ao ressarcimento. Além disso, o valor da indenização é estimado de forma única para cada veículo que faz parte da frota. Os sinistros são avaliados caso a caso, apesar de existir somente um único contrato.

Como escolher o melhor seguro?

Ao contratar um seguro de frota, fique atento às cláusulas da apólice para ter certeza de que a cobertura oferecida engloba todas as circunstâncias danosas das quais você pretende se resguardar.

Para descobrir se a prestadora de seguros respeita todos os critérios previstos por lei para atuar, veja se ela está credenciada na Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Para isso, acesse o site do órgão e busque pelo nome da seguradora.

Não deixe de comparar benefícios e preços em diversas empresas para ter certeza de que você está adquirindo o melhor serviço. Por mais que seja uma etapa exaustiva, ela é crucial para fechar um bom negócio e evitar complicações no futuro.

Para simplificar esse processo, conte com o suporte de uma corretora. Além de oferecer as melhores condições, ela também pode ajudá-lo durante todo o trâmite de negociação e aplicação do seguro, respondendo todas as dúvidas sobre o assunto.

Afinal, não vale a pena ter veículos sem nenhum tipo de proteção. O seguro de frota é uma saída inteligente para empreendedores (e transportadoras) que contêm vários caminhões e querem uma forma econômica e acessível de preservá-los contra imprevistos.

Aproveite esta oportunidade e entre em contato conosco. Nós, da WLM Scania, podemos ajudá-lo a conseguir um bom seguro para sua frota. Não deixe de conferir nossos planos e serviços!

Controlar os custos das sua frotaPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-