Caminhão a gás: como essa tendência está transformando o mercado?

6 minutos para ler
Planilha Cálculo de FretePowered by Rock Convert

Você já ouviu falar em caminhão a gás? Embora ainda seja uma novidade para muitas pessoas que trabalham na estrada e/ou lidam com a gestão de frotas, essa tendência vem promovendo uma série de transformações no mercado e, por isso, vale a pena ficar de olho nela.

Pensando na grande importância desse tema para o setor de transporte, preparamos este conteúdo. Ao ler o texto até o fim, você encontrará uma série de informações sobre esse tipo de combustível e as principais vantagens que ele oferece. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

Como funciona um caminhão a gás?

Durante décadas, boa parte das preocupações de motoristas de caminhão e gestores de frotas estiveram atreladas ao consumo e ao vazamento de combustível de uma fonte de energia específica: o diesel.

Com o avanço tecnológico e algumas mudanças nas políticas internacionais voltadas à redução da emissão de poluentes, as empresas que lideram o setor detectaram a necessidade de se adequar aos novos padrões e passaram a oferecer alternativas mais sustentáveis.

Mais do que ajudar na redução da contaminação ambiental, caminhões a gás se destacaram por serem capazes de proporcionar significativa vantagem econômica. Esse é um ponto fundamental do processo de substituição, afinal, é uma vantagem poderosa na hora de estimular a troca de uma tecnologia já estabelecida como o diesel.

No Brasil, ainda são poucos os modelos que funcionam dessa forma e eles ainda estão em fase de testes. Para se ter ideia, as primeiras unidades movidas a GNV (gás natural veicular) ou biogás vendidas ao grande público começarão a rodar somente agora em 2020. Na prática, muitos desses caminhões poderão mesclar o uso do gás com o próprio diesel. Haverá também aqueles que conseguirão rodar com biometano, que é bem menos prejudicial ao meio ambiente.

A expectativa de quem já aderiu à novidade é alcançar algo em torno de 30% em economia com combustível — sem contar, é claro, a diminuição do impacto ambiental, que pode chegar até 90% com o biometano.

Em suma, tais veículos funcionam com motores de ciclo Otto e velas de ignição, além de terem um sistema de segurança bem elaborado. O gás, que fica nos cilindros do automóvel, se mostra tão ou mais seguro que os movidos a diesel.

Geralmente, essa estrutura de válvulas, por meio da qual ocorre a saída do gás, fica na parte de trás dos cilindros. Eles têm vários sensores que indicam quaisquer alterações na temperatura ou na pressão, bem como em caso de dano físico aos tanques. O gás é liberado aos poucos, até que as condições sejam seguras. É oportuno ressaltar que todos esses dados aparecem no painel do caminhão.

Quando há uma situação de risco — acidentes, choques, estouro de pneu, incêndio etc. —, os sensores entram em ação para evitar maiores danos. Apesar das inúmeras vantagens que essa possibilidade oferece, ela também apresenta alguns desafios que precisam ser considerados por quem está pensando em contar com um caminhão a gás na frota. Veja, no próximo tópico, quais são eles.

Quais são os próximos desafios do caminhão a gás no país?

Uma das principais dificuldades para a utilização dos veículos a gás no Brasil é a oferta de GNV, que ainda é reduzida. Para muitas pessoas que atuam no segmento, seria preciso unir esforços públicos e privados a fim de tirar do papel o plano de expansão do uso desse combustível em território nacional.

Nesse sentido, tanto a infraestrutura de distribuição quanto a de abastecimento precisam evoluir, visto que esse é um dos principais impeditivos encontrados por quem deseja investir em caminhões a gás.

No entanto, vale mencionar que já existe perspectiva de ampliação ligada à melhoria e é bem provável que nos próximos anos seja mais fácil encontrar lugares para abastecer automóveis dessa forma.

Por que investir nesse tipo de veículo?

Não é só a questão ecológica que tende a ser beneficiadas por veículos com motorizações mais sustentáveis — o seu negócio também pode diminuir custos. Essas são apenas alguns dos benefícios oferecidos por um caminhão a gás. Confira, a seguir, mais vantagens para considerar:

Promove a economia de combustível

Conforme divulgado pelo jornal Gazeta do Povo em outubro de 2019, os primeiros testes com caminhões movidos a GNL são mais do que animadores sob a perspectiva financeira.

Como informado pela montadora Scania — pioneira da utilização da tecnologia no continente — e divulgado pelo veículo de informação, já existem empresas fazendo testes com os modelos R410 e a linha XT, que contam com motorizações inéditas na América Latina. A economia é de até 15% em comparação ao diesel e a similares.

É fato que o valor do caminhão a gás é mais alto se comparado a modelos similares com motores a diesel. Contudo, a diferença se paga em até três anos, por causa da redução no gastos de combustível. 

Se você pensa em fazer um financiamento de caminhão, por exemplo, essa pode ser uma ótima opção.

Diminuição do barulho

Quem passa muito tempo ao volante sabe quão incômodos podem ser os barulhos de um automóvel. Mesmo quem trabalha nas estradas e não precisa lidar com os ruídos das grandes metrópoles pode achar desagradável ficar escutando ruídos durante muito tempo. A boa notícia é que caminhões a gás são até 20% mais silenciosos que os modelos convencionais.

Aproveitamento do lixo

Há anos as iniciativas de reciclagem têm conquistado cada vez mais espaço ao redor do globo. Afinal, se produzimos tanto lixo, por que não aproveitá-lo da melhor maneira possível e transformá-lo em utilidades para o nosso cotidiano?

Conforme divulgado pelo site do Jornal Nacional, o gás do lixo — biometano — é considerado pela Agência Nacional do Petróleo como um combustível compatível com o gás natural. Ainda de acordo com o portal, se fosse possível aproveitar todo o biometano e os resíduos agrícolas no Brasil, seria possível substituir 70% de todo o diesel queimado em veículos e em outros setores.

Enfim, é inegável que o caminhão a gás veio para ficar. Não deixe de considerar essa alternativa em seu negócio e saiba que ele pode fazer a diferença em muitos sentidos.

Se você gostou do texto, não deixe de seguir nossos perfis nas redes sociais para continuar por dentro de conteúdos como este. Estamos no Facebook, Instagram e no YouTube!

Controlar os custos das sua frotaPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-