Síndrome de Burnout: como os caminhoneiros podem evitá-la?

6 minutos para ler
Planilha Cálculo de FretePowered by Rock Convert

A Síndrome de Burnout é um distúrbio emocional caracterizado por uma sensação de exaustão extrema, esgotamento físico e mental e estresse. Ela é causada pelo excesso de trabalho.

Neste texto explicaremos melhor o que é essa doença e como ela pode afetar caminhoneiros, além de mostrar algumas dicas para prevenir e tratar esse problema que afeta cada vez mais motoristas.

Quais são os principais sintomas da Síndrome de Burnout?

Uma maneira de descobrir se o caminhoneiro está sofrendo de Burnout é analisando os sintomas característicos dessa síndrome. A seguir, você conferirá alguns dos sinais de que pode ter algo errado com a sua mente e corpo.

Alterações no humor

É comum que pessoas que estejam passando pela Síndrome de Burnout ou outros problemas emocionais tenham alterações no humor. Elas podem ser rápidas ou ocorrerem de maneira contínua.

Caso perceba que está mais estressado ou triste do que o normal, pode significar de que a sua mente está se esgotando e você pode estar começando a ter a Síndrome de Burnout.

Negatividade excessiva

Por conta do estresse e problemas relacionados ao trabalho, o caminhoneiro poderá começar a pensar de maneira negativa mais frequentemente, seja com relação a problemas existentes ou até mesmo a coisas positivas que acontecem na sua vida.

O Burnout pode evoluir para depressão e ansiedade generalizada quando não tratado. Por isso é importante começar o tratamento assim que os primeiros sintomas surgirem, que podem ser identificados inicialmente pela própria pessoa ou por amigos e parentes próximos.

Fadiga

Outra característica da Síndrome de Burnout são as crises de fadiga, causadas pelo excesso de trabalho e cansaço mental. O motorista começará a se sentir cansado com maior frequência, mesmo naqueles dias em que ele não se esforçou tanto assim.

Outros problemas também podem ocasionar episódios de fadiga, como dormir mal, má alimentação ou jet lag (termo representa todo o mal estar causado pela troca de fuso horário). De qualquer forma, sentir cansaço sem causa aparente não é normal.

Insônia

A falta de sono também é um sintoma comum da Síndrome de Burnout, principalmente entre aqueles que costumam virar a noite trabalhando, como é o caso dos caminhoneiros que costumam dirigir durante a noite para entregar as cargas.

Outros problemas como ansiedade e estresse também podem gerar episódios de insônia. Não dormir corretamente pode ocasionar uma série de outros problemas, como o aumento no risco de ter doenças cardíacas.

Taquicardia

Por falar em doenças cardíacas, a taquicardia também é um sintoma do Burnout. Nessas situações, o coração começa a ter o seu ritmo acelerado, o que é comum em situações de ansiedade e medo.

Entretanto, ela também pode ocorrer sem uma causa aparente, situação que precisa de atenção especial. O ideal é que a pessoa procure se acalmar nessas situações.

Desânimo

Se você atua como caminhoneiro de fretes, poderá começar a recusar alguns trabalhos por se sentir cansado ou desmotivado. Já os motoristas fixos começarão a faltar ao trabalho ou não ter um rendimento muito bom.

Por conta do cansaço e tristeza constantes, o caminhoneiro começará a não ter vontade de dirigir ou sentir paixão pelo que faz, como antigamente. Ao mesmo tempo, também poderá notar desinteresse em realizar outras atividades fora do trabalho, tidas como hobbies.

Como evitar a Síndrome de Burnout?

Agora que você já conheceu alguns dos sintomas comuns de uma pessoa com a Síndrome de Burnout, está na hora de conferir algumas dicas para evitar esse problema, conseguir trabalhar tranquilamente e ter uma boa qualidade de vida.

Tenha momentos de lazer

Procure deixar momentos fixos no seu dia para o lazer, tanto quando estiver em casa quanto durante as entregas. Faça uma pausa para ler um livro, ver algum filme no celular ou até mesmo fazer um exercício físico pela cidade em que estiver passando.

Com isso, você fará com que o seu cérebro relaxe e não fique tão focado no trabalho. Procure fazer coisas de que você goste ou que tenha vontade de começar a fazer, porém faltava motivação.

Procure maneiras de aliviar o estresse

Os momentos de estresse no trabalho são comuns, mas existem maneiras de aliviar essas tensões e conseguir manter a sua saúde mental no trabalho. Encontre maneiras rápidas de relaxar e já voltar a ativa.

Caminhadas curtas, fazer exercícios de respiração, dar uma pausa para beber água ou dedicar um tempo para fazer algo que goste são maneiras simples e baratas para aliviar os momentos de raiva e estresse.

Se alimente bem

A boa alimentação é a chave para evitar e tratar uma série de doenças, inclusive a Síndrome de Burnout. Consumir frutas cítricas, leite, grãos e até mesmo chocolate amargo ajuda a combater a ansiedade e o estresse.

Nas refeições, adicione mais verduras e legumes ao seu prato, além de procurar sempre hidratar o seu corpo com pelo menos 2 litros de água por dia, contando com sucos e alimentos ricos desse líquido.

Cultive bons pensamentos

Procure pensar de maneira positiva com relação aos problemas que aparecem. Assim, contribuirá para a melhora da sua saúde mental, além de auxiliar na resolução do conflito, já que ser positivo facilita o processo de identificação de soluções.

Sempre que aparecer um pensamento negativo, procure trocá-lo por algo positivo ou olhar para determinada situação por uma nova perspectiva. Uma outra dica é avaliar as suas conquistas até hoje e ficar realmente feliz por elas.

Evite o uso de bebidas alcoólicas

Muitas pessoas diagnosticadas com a Síndrome de Burnout começam ou aumentam o uso de bebidas alcoólicas, o que acaba evoluindo para o alcoolismo.

Por mais que, em um primeiro momento, a bebida atue como um “remédio” para as crises de estresse e ansiedade, ao longo prazo esse efeito anestesiante perderá o efeito, fazendo com que você tenha que consumir mais para se satisfazer.

E então, conseguiu entender o que é a Síndrome de Burnout, quais os seus principais sintomas e como evitar esse problema? Cuidar da sua saúde mental ajudará a conseguir ter um desempenho melhor como motorista, além de uma melhor qualidade de vida.

Gostou do texto? Então compartilhe essas informações nas suas redes sociais e ajude outros colegas de profissão a liderem com esse problema!

como prolongar a vida útil do seu caminhãoPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

3 thoughts on “Síndrome de Burnout: como os caminhoneiros podem evitá-la?

  1. Boa tarde. PARABÉNS PELA ABORDAGEM DEXTE ASSUNTO. Muitos de nós trabalhadores das estradas já passamos por esta situação de estresse. Muitos desconhecem tal síndrome mas seus efeitos com certeza. Estive com motorista carreteiro durante e0 anos , hoje não estou mais mas agora em um outro projeto de vida acadêmica na uni anhanguera cursando Psicologia. E também como paciente da rede Sus em psiquiatria. .

      1. Olá, muito obrigado pelas mensagens direcionadas para nós motoristas de caminhão…
        Vcs estão de parabéns, estas abordagens nos faz refletir sobre os melhores caminhos!
        Grande abraço do FABRÍCIO BORBA

Deixe uma resposta

-