Carga fracionada: descubra o que é e como funciona!

7 minutos para ler
Planilha Cálculo de FretePowered by Rock Convert

O principal setor de uma transportadora é o de logística, por se tratar da maior fonte de renda e permitir gerenciar entregas de maneira estratégica. Uma das modalidades mais usadas nesse segmento é o transporte de carga fracionada, que exige alguns cuidados para que todo o sistema de entrega de mercadorias funcione como esperado.

Isso significa se planejar para realizar serviços alinhados com as diversas demandas do mercado, a fim de suprir as necessidades da empresa contratante e de seus clientes.

Ao longo deste post, vamos conhecer um pouco mais sobre as práticas de carga fracionada, uma versão de frete que tem contribuído muito com a distribuição e entrega de mercadorias. Confira!

O que é carga fracionada?

Carga fracionada é o termo usado para se referir a produtos de diversos embarcadores dentro de um mesmo veículo. Também pode significar uma carga completa, dividida para entrega em vários destinos.

Por exemplo, imagine que surgiu um serviço para transportar uma carga de Florianópolis para São Paulo, porém, o volume de mercadorias ocupará somente 25% da capacidade do caminhão. Essa situação representaria um enorme desperdício de dinheiro e espaço. Portanto, a melhor prática seria preencher parte dessa lacuna com outros produtos (de preferência da mesma categoria) e de outros fornecedores.

O efeito disso é uma organização mais estratégica, que diminui os custos operacionais e reduz o preço do frete para o cliente final. Resumindo, você “aluga” uma parte da carroceria para cada embarcador.

Quais são os mercados de atuação da carga fracionada?

Obviamente não é possível trabalhar com esse tipo de carga em todos os ramos, pois alguns exigem cargas indivisíveis, como produtos perigosos e/ou químicos, bem como tanques em geral (combustível, açúcar invertido, gordura etc.), reatores, estruturas metálicas, silos, entre outras.

No entanto, diversos segmentos são perfeitamente adequados à carga fracionada. Conheça alguns exemplos.

E-commerce

Essa é uma modalidade de venda que se encaixa muito bem na carga fracionária, uma vez que o consumidor compra diretamente da sua casa e deseja receber o produto o mais rápido possível — sem atravessadores.

Cosméticos e perfumaria

Empresas famosas de catálogo solicitam muito a carga fracionada, pois assim conseguem construir uma rede robusta de distribuição, por meio de parcerias logísticas fixas.

Medicamentos e instrumentos hospitalares

Remédios são leves e compactos, o que favorece e encaixa muito bem nesse tipo de entrega.

Eletrônicos e informática

Celulares, computadores, eletrodomésticos e TVs não ocupam muito espaço. Quando adquirimos esses itens, quem se encarrega de entregá-los é uma transportadora especializada em carga dividida.

Autopeças

Peças de caminhões, carros, motos e ônibus têm tudo a ver com esse tipo de transporte, afinal, são diversas peças diferentes, com dimensões distintas, que não teriam como ser entregues a um custo baixo sem a carga fracionada.

Alimentos refrigerados

Embora pouco comum, por causa da complexidade, já é possível realizar esse tipo de serviço com alimentos refrigerados, o que é uma vantagem considerável para as empresas fornecedoras, sobretudo as de pequeno porte, que podem transportar suas mercadorias para regiões longínquas com um custo logístico mais acessível.

Logística reversa

Em geral, a logística reversa faz bom uso essa modalidade, tanto para a devolução de produtos quanto para o reaproveitamento de embalagens vazias.

Outros tipos de carga fracionada:

  • bebidas;

  • brindes;

  • brinquedos;

  • confecções;

  • embalagens;

  • editorial

  • fotográfico;

  • fonográfico;

  • gráfico;

  • higiene e limpeza;

  • itens esportivos;

  • materiais escolares;

  • plásticos;

  • promocionais;

  • produtos veterinários;

  • têxteis;

  • vestuário.

Como funciona a operação de carga fracionada?

Esse serviço exige imenso cuidado e responsabilidade por parte da transportadora, visto que o foco é qualidade e rapidez nas entregas. Conheça os procedimentos necessários.

Cubagem da carga

Antes der qualquer coisa, é preciso avaliar a combinação de peso de volume caso a caso. Isso se chama cubagem de carga, que analisa as dimensões do produto para acomodação no caminhão.

Alguns itens podem ocupar bastante espaço, mas apresentarem um peso abaixo da capacidade do veículo, já outros podem ser bastante pesados e pequenos.

É necessário respeitar esses critérios de acordo com a legislação de transporte rodoviário de cargas.

Mecanismos para a entrega

Para entregar os produtos fracionados, você precisa estar atento às novas ferramentas e tecnologias do setor. Elas devem ser aplicadas conforme a demanda para garantir um serviço de qualidade.

Portanto, utilize os seguintes mecanismos:

  • gestão de riscos;

  • planejamento da rota logística;

  • qualificação da equipe;

  • monitoramento completo da carga;

  • fornecimento de rastreio para clientes;

  • seguro de produtos embarcados.

Veja que esses fatores são cruciais para evitar problemas, garantir a segurança do motorista e o bom desempenho do caminhão.

Custo do transporte

É complicado definir qual opção de entrega é mais viável (completa ou dividida), pois essa escolha procede de diversas circunstâncias, como os tipos de produtos e os prazos. A carga fracionada é ideal para quem tem muitos clientes que compram poucos itens. Assim, os custos são mais acessíveis para todos os envolvidos.

Segurança da carga

De modo geral, o transporte fracionado exige uma segurança extra para as mercadorias, por causa dos procedimentos intermediários e o excesso de manejo para acomodar/organizar toda a carga. Logo, essa modalidade necessita de um cuidado maior para evitar avarias (amassos, riscos e quebras), que podem prejudicar a satisfação dos clientes.

Roteirização

Tornar a rota rentável é algo desafiador, mas necessário. Isso porque essa atividade envolve vários fornecedores ao mesmo tempo. O ideal é utilizar um sistema de roteirização, para ter certeza de que todas as entregas serão feitas dentro do prazo estipulado.

Quais são os benefícios da carga fracionada?

Os benefícios para as transportadoras, sem dúvida, são a competitividade e a economia, pois as empresas passaram a pagar somente pelo espaço ocupado em cada remessa de produtos, o que gera redução de custos com logística.

Com o preço mais acessível do que uma carga completa, os gastos tornam-se mais parecidos e previsíveis. Além disso, como são transportadas apenas mercadorias similares, os riscos de avarias, extravios, ou ainda contaminações — como nos casos de produtos químicos ou alimentícios — são espantosamente diminuídos.

Por fim, a grande vantagem desse modal é que não é preciso esperar até ter a capacidade suficiente para preencher a carroceria. Assim, a transportadora também lucra com a agilidade nas entregas e com a redução do tempo de parada.

Com o bom uso da carga fracionada, sua empresa consegue alinhar os serviços de transporte, bem como suprir as demandas das empresas e clientes. Assim, todos saem ganhando, principalmente você, dono de frota, que deixará seu negócio em evidência no mercado logístico.

Se você achou este conteúdo relevante e deseja manter-se atualizado sobre temas relacionados à gestão de frotas, manutenção de caminhão e vida de caminhoneiro, não deixe de assinar nossa newsletter!

Controlar os custos das sua frotaPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-